O Empreendimento

O Polo Integrado de Alimentos e Bioenergia, que está sendo desenvolvido no Piauí, visa a produção irrigada de cana-de-açúcar e tomate, matérias primas que serão processadas localmente num complexo industrial para produzir etanol, açúcar e pasta de tomate, além de gerar energia elétrica de bagaço e palha de cana. Adicionalmente, o projeto terá capacidade para utilizar outros tipos de biomassa para gerar energia.

O empreendimento se destaca por seu alto nível de integração vertical e horizontal com as plantas industriais processando e agregando valor aos produtos e subprodutos originários das atividades agrícolas e industriais. Os diversos componentes usufruirão de sinergias via o compartilhamento de infraestrutura, com redução de custos.

Esta mesma característica de integração das culturas e plantas industriais, aliada ao emprego de tecnologias modernas, proporcionará também melhores indicadores ambientais de utilização dos insumos e recursos naturais. A utilização de irrigação por gotejamento favorece o atingimento de alta produtividade agrícola, permitindo que o projeto utilize uma área plantada menor do que seria necessário para alcançar uma determinada produção de cana-de-açúcar quando comparado às usinas tradicionais.

Ao longo dos últimos anos, a Terracal vem investindo em estudos, experimentos, testes, tecnologias e outras ferramentas que envolvem inovações na forma do desenvolvimento do Polo. O esforço e capital alocados em seu Programa Pré-Operacional (PPO) que está sendo realizado nas áreas do Polo, possibilitou a seleção de variedades e a confirmação do alto potencial das culturas no local.

Maquete 3D do Projeto Industrial